Sexta-feira, 7 de Maio de 2010

Financiamento do Estado

E se Estado emitisse Obrigações do Tesouro (ou outro instrumento financeiro similar) para se financiar, não conseguiria ultrapassar estes ladrões mentecaptos das agências de rating?

Se estas obrigações fossem, por exemplo, com 3 a 4% de juros e livres de impostos não haveria muitos portugueses a aderir? Agora que a taxa de poupança em Portugal tem aumentado...

Não iria um instrumento destes obrigar os mamões da Banca a aumentar as taxas de juros que propõem (ou será surrupiam) aos clientes?

 

Não se pode, vai contra as regras do mercado? Ponham as regras de mercado num sítio que eu cá sei, ... não foram elas que nos trouxeram à linda situação em que nos encontramos?

 

Se o Estado detém um banco que pode utilizar para pressionar (pelo menos internamente) a Banca a "partilhar" os lucros astronómicos que vai adquirindo, porque não o faz?

 

Porquê das instituições estatais utilizarem outros bancos que não a CGD para as suas operações financeiras e pagamento de salários?

 

Porque assim os gestores podem fazer acordos com os outros bancos e meter algum ao bolso, retirar benesses pessoais e fazer tráfico de influências. Isto eu chamo de corrupção... mas já muitos tentaram modificar a situação e ... o último o Cravinho foi vassourado para Londres... 

por joca às 11:23
link | comentar | adicionar
Quinta-feira, 6 de Maio de 2010

Os especuladores ou abutres?

Não será a especulação uma das bases da economia de mercado? As bolsas e as suas flutuações diárias são o quê? As variações cambiais? A "montanha russa" dos preços do petróleo e outros produtos?   

 

Vêm agora os acérrimos defensores do mercado atacar os especuladores? Se eles não fazem apenas aquilo que têm feito desde sempre; porquê criticar agora? Só porque lhes mexe nos seus feudozinhos?   

 

Sejam coerentes, ou é ou não é? Quando a avalanche passa, chega a todos...  

 

Será que ainda se consegue defender que, com o mercado a funcionar, aqueles que têm muito o irão dividir sustentadamente com os mais carenciados?     

 

Migalhas e caridade, não. Trabalho e dignidade, sim.

 

É preciso dignificar aqueles que trabalham e que fazem mover a economia no seu âmago mais profundo. Para isso, as pessoas necessitam de ferramentas pessoais (formação acima de tudo) para se conseguirem afirmar e desenvolver.  

por joca às 13:26
link | comentar | adicionar

Iordanov - a justa homenagem

Para além do futebolista, um homem como muita garra e um exemplo de como se deve ultrapassar as rasteiras que a vida nos prega.

 

A homenagem tardia (e forçada???!!!!!), mas justíssima.

 

Obrigado IORDANOV.

por joca às 11:20
link | comentar | adicionar
Quarta-feira, 5 de Maio de 2010

Fátima - Futebol - Família

Primeiro lambemos os pés ao Papá, depois lavamos o cérebro com um mês de futebol e a seguir vamos alegremente de férias em família (para onde os euros da carteira permitirem...). Portugal em suspenso, o governo agradece.

 

De Setembro em diante só se falará de Presidenciais e trá-lá-lá!!!!

 

O Papá em Portugal. 

 

O Portugal em Papá.

por joca às 16:24
link | comentar | adicionar

Todas as máximas já foram escritas. Resta apenas pô-las em prática - Blaise Pascal ...

pesquisar

 

Novembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
17
20

21
22
24
26
27

28
30


posts

Dos Cavacos, dos Belmiros...

O mundo mais justo do neo...

A face do péssimo jornali...

Das escutas...

Paulo Portas - popularuch...

Quem manda?

Da confusão entre caridad...

Mais papista que o Papá -...

... e se for uma muçulman...

SNS - Sustentabilidade fi...

arquivo

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds